COPA A GAZETINHA: A VITÓRIA NÃO VEIO MAS NOSSOS GUERREIROS ESTÃO DE PARABÉNS

Infelizmente a vitória não veio para nossos guerreiros de Ecoporanga sub 12/13 da Copa “A GAZETINHA”. Nossa garotada fez história, pois há muito tempo que Ecoporanga não chega nas finais da Copa, competição que é a maior do Brasil nesta categoria, e teve participação de diversas equipes do Espírito Santo e também do Rio de Janeiro.

Em Santa Maria de Jetibá, onde aconteceu a fase classificatória, Ecoporanga venceu o atual campeão, o Nova Venécia, e os outros adversários, e carimbou vaga para as finais gerais em Itaguaçu. Em Itaguaçu, quatro equipes estavam na luta pelo título da categoria 12/13, Aert de Vitória, Cesg de São Mateus, Guarapari e Ecoporanga, os jogos aconteceram sexta- feira(12). No primeiro jogo, o Cesg venceu o Guarapari por 01 a 00 e se classificou para a final, o segundo jogo, Ecoporanga jogou contra a equipe do Aert e infelizmente a vitória não veio, o Aert venceu Ecoporanga por 02 a 00 e se classificou para a final contra o Cesg.

Nada de baixar a cabeça, vocês são verdadeiros heróis, lutaram até o fim, vocês chegaram onde muitos queriam estar, disputar uma Copa “A Gazetinha, é o sonho de todo garoto, chegar em uma final geral e está entre as 4 melhores equipes da competição, isso é para poucos, então levantem a cabeça e corram atrás de seus sonhos.

O site AgitaEco entrou em contato com “Tiopila” que está lá em Itaguaçu, e ele disse que o sol das 16:00hs estava castigando as duas equipes, e a garotada de Ecoporanga demonstrou desgaste de viagens e jogos com pouco tempo de recuperação, mesmo assim ficaram muito felizes com o grande feito da garotada, e agradeceu o apoio de todos que estavam na torcida, e o apoio do prefeito Elias Dal’Col.

Mesmo sem a vitória Maurício está muito feliz:

“Somos campeões, chegar até aqui foi muito difícil, começamos nossos trabalhos há alguns anos atrás somente para participar, e hoje estamos entre as 4 melhores equipes do estado, temos que parabenizar esses guerreiros pois eles lutaram até o fim. Isso é apenas um jogo, mas eles vão levar isso para o resto de suas vidas, agradeço imensamente a todos que torceram para nós, agradecer todos os pais que sempre nos ajudam, ao Tiopila que está aqui conosco, à Nete, essa guerreira que não mede esforço para ajudar, e não posso deixar de agradecer ao prefeito Elias Dal’Col que nos apoiou e acreditou em nosso trabalho, obrigado a todos”.

“O que faço é por amor às crianças do nosso município, não ganho nada para estar aqui, mas em troca recebo bençãos de Deus, amo esses garotos, e amo o que faço”                          Essas foram as emocionantes palavras de Vanete Gregório, a tia Nete.

 

COMPARTILHAR